Uma escola especial - Vigésimo quinto (Final)

10:24:00 5

By C.C

25 – Final
 Domingo. O dia fora deveras agitado. Depois do baile a maioria dos alunos voltaria a casa para passar as férias com a família. O grupo não era exceção.
 Lin iria usufruir da sua bolsa em Cabo Verde, Nala, como todos sabem, iria para a América, Melly assistiria à gravação do seu guião, Danny e Roger voltariam para o campo militar, Katya iria com Hiron conhecer a sua família biológica, Zahna e Mémé iam viajar as duas até Milão (a doce cidade da moda), Jew voltaria a casa dos pais tal como Flávi e Yna. Tatsu seria o único a passar as férias na Academia. Razão: desconhecida.
 Faltavam algumas horas para o início do baile e havia uma agitação tremenda por todas as entranhas daquela escola.
 Nynia encontrava-se na sala de vídeo a assistir filmes.
 - Kaichou o que é isso? – Pergunta Ritsu entrando com cuidado.
 - Isto? Isto são filmes de terror.
 - Mas a Kaichou não gosta de filmes de terror.
 - Pois não, mas abro uma exceção para destruir aquele verme nojento.
 - Refere-se ao Kuran-sama?
 Nynia atira a caneta com que escrevia na direção de Ritsu com tal força que a mesma fica espetada na parede.
 - Não voltes a dizer esse nome à minha frente.
 - Peço imensas desculpas…
 - Se pensam que isto acabou estão muito enganados, eu ainda vou destruir aquele bastardo!


 Chega a hora do baile. A escola inteira vestida a rigor. Os veteranos com a roupa que usam no anime a que pertencem e os básicos vestidos com fatos escolhidos por eles.
 Melly, Zero, Zahna e Goenji são os primeiros a chegar. Tinham combinado encontrar-se todos com o pessoal que ajudara nas decorações.
 Melly estava vestida de borboleta e Zahna de princesa, cujo vestido tinha custado uma fortuna.
 Os dois casais dirigiam-se ao bar quando Lin e Jew chegam.
 - Desculpem o atraso mas fazer este penteado foi difícil. – Desculpa-se Jew sorrindo. Vinha vestido de lolita.
 - E vestir esta saia também não foi tarefa fácil. – Acrescenta Lin apontando para a saia do seu fato de bruxa.
 - Tudo bem. Foram as segundas a chegar, só cá estamos nós ainda. – Diz Melly.
 John aparece por detrás deles:
 - Agora eu também estou cá.
 John estava mascarado de polícia.
 Enquanto comentavam os fatos uns dos outros chega mais um grupo de bonitas moças, Mémé, Flávi e Yna.
 - Flávi-chan estás tão kawaii! – Exclama Zahna ao ver o disfarce de cão de Flávi.
 - Obrigado…
 - Vocês também estão muito bem. – Fala Jew para as duas raparigas restantes.
 Ambas sorriem. Mémé estava vestida de lua e Yna de empregada.
 - Pensamos que estávamos atrasadas e afinal ainda não estão cá todos. – Yna olha à sua volta à procura de conhecidos.
 - Vem ali a Danny com o Roger e o Usui-senpai. – Flávi aponta para o meio da multidão.
 - Boa noite. – Cumprimentam os recém chegados.
 - Uau! Estás todo jeitoso Roger. – Elogia Zahna.
 - Obrigado. Vocês também.
 Roger envergava um disfarce de pirata e Danny um fato de Sherlock Holmes.
 Passaram uns cinco minutos e o grupo já estava a ficar ansioso com a falta dos membros que ainda não tinham chegado.
 O som das interjeições de alguns dos alunos fizeram desviar a atenção para lá. Nala vinha a correr a arrastar Ichigo e Katya que por sua vez arrastava Hiron e Tatsu,
 - Nala! – Sorri o grupo ao ver aquele espetáculo.
 - Perdoem o nosso atraso. – Adianta-se Tatsu.
 - Como podem ver, vestir estes dois foi quase uma missão impossível. – Brinca Katya apontando para Nala e Tatsu.
 Nala vinha rigorosamente vestida de vampira, Tatsu de rei, Katya de senhora da morte e Hiron de esqueleto.
 - Acredito. – Diz Lin escondendo um sorriso.
 O baile começa.
 Nynia encontrava-se sentada ao lado de Kuran Kaname nos lugares reservados aos presidentes. O seu fato de diabo realçava a sua beleza natural e por muito que Kaname a odiasse não conseguia tirar os olhos do seu corpo.
 Ritsu, vestido de neko, estava sentado ao lado da sua presidente e há algum tempo que reparara na forma indiscreta do olhar de Kaname.
 Do outro lado do salão estavam os managers. Leon, Miky e Moon, todos vestidos a rigor, também participavam do baile. Leon mascarada de general do exército, Miky de mordomo e Moon de anjo, impressionavam todos os que passavam por eles.
 A multidão estava inquieta com as ultimas novidades, a primeira era a revelação da identidade do Diretor e a segunda era a rapariga mistério que aparecera no baile.
 Envergava um vestido manchado de vermelho e uma máscara a tapar a cara. A única coisa que se via era o seu cabelo louro e os olhos verdes.
 - Loura e com olhos verdes?! Anna! – Nynia levanta-se e entra na multidão.
 A rapariga mistério é arrastada para um canto e Nynia arranca-lhe a máscara.
 - O que é que fazes aqui Anna?
 - Então, é assim que tratas a tua onee-san? – Anna mostra um sorriso sarcástico.
 Anna era irmã mais velha de Nynia. Desde sempre que se odiavam. Nynia odiava Anna por ela ter olhos verdes, o seu sonho, e Anna odiava Nynia por ser um estorvo na vida nela. Tal como Nynia, Anna também era a presidente da associação estudantil da escola dela, uma escola privada só para raparigas.
 - Vieste até aqui só para me confrontar? – Pergunta Nynia a lançar faíscas de raiva.
 - Claro que não. Vim conhecer a escola da minha irmã mais fofinha.
 - Deixa-te de ironias. Sai daqui e deixa-me em paz de vez!
 - Oh. Pareces enervada. Isso não faz nada bem. Ainda vais ficar com rugas.
 - Cala-te! Desaparece antes que me passe completamente.
 - Eu vou. Parece que alguém te deixou mal disposta antes de mim. – Anna vira costas e afasta-se dando uma gargalhada vencedora.
 Estava quase a sair do salão quando sem querer bate contra alguém.
 - Desculpa. – Pede Grell Sutcliff.
 - Não faz mal. Já nos conhecemos?
 - Não. Só se viste o anime que faço.
 - Kuroshitsuji?
 - Conheces?
 - Sou fã. – Sorri Anna dando o braço a Grell.
 Nynia estava a meio de voltar para o seu lugar quando Kaname aparece ao seu lado.
 - É bonita a tua irmã.
 - O que queres? Não me obrigues a ter de chamar alguém.
 - Não será necessário. Só vem dizer que estás muito sensual hoje.
 - Qual é o teu plano?
 - Plano? Nenhum. Afinal já revelei a única arma que podias ter contar mim, se algum dia a descobrisses.
 Nynia levanta a mão para dar um estalo a Kaname mas ele pára-a.
 - Já jogamos este jogo minha querida e sabes perfeitamente quem vai ganhar.
 O olhar de Nynia brilhava de ódio.
 No meio segundo em que ela hesita Kaname beija-a deixando-a sem reação.
 - Interpreta isto como um presente de férias. – Vitorioso, Kaname volta ao seu lugar.
 Furiosa a ponto de matar alguém com as próprias mãos, Nynia nem conseguia aguentar mais um minuto naquele baile. Hanabusa Aidou aproxima-se dela. Tinha assistido ao anterior momento. Achava aquela guerra entre Nynia e Kaname uma mania dos dois.
 - Nynia…
 - Que queres?
 - Nada, esquece.
 - Espera Aidou. Foi sem intenção. Estou muito enervada.
 - Anda comigo, vou preparar-te um chá.
 - Obrigado.

 Chega o final do baile. Leon sobe ao palco onde iriam ainda cantar os Vocaloid.
 - Boa noite. Obrigado por estarem aqui e tão bem vestidos. Como todos ouviram o Diretor desta Academia está hoje aqui presente para vos dar os parabéns. Sei que é a primeira vez desde que esta escola abriu que o Diretor se vai revelar e por isso a expetativa. Sem mais demoras, que o Diretor se apresente.
 Os olhos de todos estavam postos no palco e Kaname não se conformava com o facto de não ter conseguido descobrir quem era.
 Miky sobe ao palco.
 - Miky-sensei!? – O grupo, e não só, estava perplexo.
 Quem abrira a Academia fora o pai de Miky e depois dele morrer o filho ficara encarregue da escola.
 O discurso decorreu. O concerto começou e acabou. O baile terminou.

 Era de manhã e estavam todos juntos de malas feitas no portão da escola. Katya recordava-se do primeiro dia que lá chegara, os amigos que fizera, a família que descobrira.
 - Tens a certeza que não queres ir para casa Tatsu? – Pergunta Hiron abraçando o melhor amigo.
 - Não te preocupes. Eu fico bem.
 - Está quase na hora… – Lembra Roger.
 - É verdade. Passamos bons momentos aqui. – Diz Flávi.
 - Então pessoal, daqui a um mês estamos cá outra vez! – Anima Nala.
 Soa o toque que dava a ordem de saída.
 O grupo abraça-se. As lágrimas começam a descer por várias faces.
 Começam a entrar cada um no seu carro ou táxi.
 Katya, abraçada a Hiron, olha para trás e para os companheiros a dividirem-se.
 Isto não é só uma escola, é uma casa e nós não somos apenas amigos, somos família. Esta é a casa onde nasceu e cresceu a nossa maravilhosa família.

FIM

5 Comentários de "Uma escola especial - Vigésimo quinto (Final)"

avatar

uuuaauu... o kaname beijou outra? bua bua... okey... mas gostei c.c

o baile foi aproveitoso... logo, logo estarei em milão.

avatar

Olá o blog Cantinho da Leti esta procurando postadoras caso esteja interesada http://cantinho-da-leti.blogspot.com.br/2012/11/alguem-quer-postar-no-blog.html

avatar

Que emocionante ç-ç
Fiquei mesmo muito muito emocionada! Amei +.+ Ficou lindo !

avatar
C.CMod

Obrigado por leres e comentares fofa ^^

avatar

No fim acabou tudo bem e todos os personagens tiveram um rumo a seguir... Ficou bem legal, C.C! E que venham outras fanfics!